quarta-feira, 30 de abril de 2008

Fundação Cultural ministra III Workshop de Elaboração de Projetos Culturais

A Fundação Cultural do Estado da Bahia, entidade vinculada a Secretaria de Cultura, promove, entre os dias 26 de abril e 1º de junho, o III Workshop de Elaboração de Projetos Culturais em 26 municípios. O objetivo das oficinas, que acontecem das 9h às 13h e das 14h às 18h, é capacitar artistas, produtores e agentes culturais da capital e interior baiano. Serão oferecidas 50 vagas. As atividades terão carga horária de 18h, com atestado de participação. As inscrições serão realizadas em cada uma das cidades visitadas.

As oficinas estão divididas em duas etapas: no primeiro dia, pela manhã, será realizada a apresentação teórica do conteúdo, com ênfase no processo de inscrição nos principais editais e mecanismos estaduais e nacionais de financiamento da cultura. Pela tarde, os participantes formarão grupos de trabalho para elaborar projetos específicos e tirar dúvidas com os instrutores presentes. No dia seguinte, pela manhã e pela tarde, os projetos serão finalizados, apresentados e avaliados por todos.

A iniciativa é coordenada por Giuliana Kauark, da Assessoria de Projetos da Fundação, com apoio dos produtores Mayla Pita e Vagner Rocha. A proposta é que o Workshop sirva para ampliar o número de projetos do interior inscritos e contemplados nos editais e mecanismos de fomento à cultura da FUNCEB e da Secretaria de Cultura, como de outras instituições municipais, estaduais e nacionais. O conteúdo das oficinas será trabalhado a partir do Manual de Elaboração de Projetos, disponibilizado no site da FUNCEB (www.funceb.ba.gov.br) para consulta de todos os artistas, produtores e agentes culturais que não puderem participar do Workshop.

Como escrever um projeto

Para Giuliana Kauark, fazer um projeto para a área de cultura não é difícil. “Existem algumas regras. Um bom projeto tem que ser claro, saber justificar sua importância com a demanda do público ou da localidade a que se destina e com orçamento baseado em valores reais de mercado”, explica Giuliana, lembrando a importância de saber adaptar o projeto às diferentes formas de financiamento - leis de incentivo, editais ou captação de recursos em empresas da iniciativa privada.

PROGRAMAÇÃO:
26 e 27 de abril
Teixeira de Freitas

02 e 03 de maio
Bom Jesus da Lapa

03 e 04 de maio
Araci

05 e 06 de maio
Andorinha

06 e 07 de maio
Correntina | Cruz das Almas

08 e 09 de maio
Serrolândia

09 e 10 de maio
Irará | Luis Eduardo Magalhães

10 e 11 de maio
Salvador (Casa da Música)

17 e 18 de maio
Amargosa | Ribeira do Pombal | Salvador (Espaço Xisto Bahia)

19 e 20 de maio
Camamu

20 e 21 de maio
Itororó | Rodelas

23 e 24 de maio
Brumado | Curaçá

24 e 25 de maio
Itacaré | Salvador (Centro Cultural Alagados)

26 e 27 de maio
Apuarema | Cafarnaum | Paramirim

29 e 30 de maio
Catu | Ruy Barbosa | Seabra

31 de maio e 01 de junho
Ipirá | Simões Filho

Contatos:

Assessoria de Projetos - Fundação Cultural do Estado da Bahia

Giuliana Kauark | Mayla Pita | Vagner Rocha

Tel: (71) 3103-4046 | 4011

Email: assessoria@funceb.ba.gov.br

terça-feira, 29 de abril de 2008

VOTORANTIM CULTURAL
Está abertA a 3ª seleção pública do Programa de Democratização Cultural Votorantim. Este ano, o programa investe R$ 4 milhões em projetos de diversos portes e áreas culturais, comprometidos em ampliar o acesso e a produção cultural, com destaque para o público jovem. A inscrição é gratuita e está aberta a pessoas físicas e jurídicas até 8 de agosto. Edital, inscrição e outras informações: www.institutovotorantim.org.br/democratizacaocultural/.

EDITAIS DA FUNCEB
A Fundação Cultural da Bahia abre inscrições para cinco editais: os inéditos Quintas do Teatro, Segundas Musicais e Espaços Culturais e os reeditados Portas Abertas para as Artes Visuais e Salões Regionais de Artes Visuais. Quintas do Teatro e Segunda Musicais garantem a seleção de, pelo menos, dois projetos de fora de Salvador, com direito a ajuda de custo para transporte por pessoa. Ao todo, serão R$ 249 mil em premiações. As inscrições seguem até maio, mas encerram em datas diferentes, e estão sendo feitas na sede da Funceb (Praça Tomé de Souza - Salvador) e em outros 11 Centros de Cultura do Estado. Lista das cidades, regulamento e outras informações: www.funceb.ba.gov.br/.

COOPERAÇÃO CULTURAL
Até 1º de junho
A União Européia escolheu o Brasil para fazer parte do Programa de Cooperação Cultural 2008 e disponibiliza hum milhão de euros para projetos culturais. O objetivo é receber sugestões que apoiem a cooperação e proporcionem intercâmbios culturais. As atividades previstas nos projetos deverão transcorrer entre o segundo semestre de 2008 e dezembro de 2010. Edital e outras informações: www.cultura.gov.br/.
HOMENAGEM A DORIVAL CAYMMI
No próximo dia 30 de abril, Dorival Caymmi estará completando 94 anos, data que será celebrada com um evento especial na CASA DA MÚSICA, espaço cultural da Fundação Cultural do Estado da Bahia, localizado no Parque Metropolitano do Abaeté, em Salvador.

O evento denominado ITAPUÃ VERSOS CAYMMI, terá início às 18 horas do dia 30 de abril – quarta feira e contará com a seguinte programação:

18h00min – Vídeo Premio Nacional Jorge Amado 2006 - Mestre Caymmi da Bahia
19h00min – Texto Manifesto
19h10min – Interpretes de Itapuã
19h30min – Dança com Espaço VM
19h40min – Música com Giselle Napiralla
19h50min – Interpretes de Itapuã
20h00min – Palestra: A poesia na letra de Caymmi com Ildásio Tavares e Jorge Portugal
21h00min – Orquestra de Violões David Santana
21h30min – As Ganhadeiras de Itapuã
22h00min – Raquel Peixoto

Todos os artistas estarão interpretando canções de Dorival Caymmi, brindando o público através da cmúsica, da dança e da poesia, tendo como cenário uma das principais fontes de inspiração do mestre Caymmi, a Lagoa do Abaeté.

O que: Homenagem a Dorival Caymmi (Itapuã Versos Caymmi)
Quando: 30 de abril - Quarta-feira
Onde: Casa da Música (Lagoa do Abaeté)
Entrada Franca

ITAPUÃ VERSOS CAYMMI

Itapuã foi cenário, território, motivo de criação para o cancioneiro de Dorival Caymmi, que como ninguém traduziu em poesia a vida, os costume, as festas, o jeito, os movimentos e sentimentos desse povo. As partidas e chegadas (ou não) dos canoeiros, jangadeiros. A angustia e a alegria de mães, mulheres, amores. A natureza exuberante, a tranqüilidade. As lendas, os mistérios, os milagres. A fé, o sabor e o vigor.

Desse lugar cantado com tanta grandeza, o que encontramos ainda? O que resta no imaginário? A saudade, com certeza! Mas, como estão “o mar bonito quando quebra na praia”, o coqueiro e a morena? A areia, as águas e o luar do Abaeté. Onde estão Pedro e Rosinha de Chica. Chico Ferreira e Bento. João Valentão, Maurino, Dadá e Zeca?

Dentro da conformação urbana atual, onde grande parte das características reveladas nas músicas de Caymmi praticamente desapareceu, onde predomina a cultura consumista e completamente alheia às questões relevantes do bairro. Faz-se necessário um exercício de reflexão sobre o legado histórico e sobre qual a importância da referida obra como fonte de pesquisa e memória.

Além de justa homenagem a esse respeitável artista o evento cultural ITAPUÃ VERSOS CAYMMI, é uma oportunidade para a comunidade local e o público em geral poderem conhecer mais de perto a vida e a obra deste admirável artista que faz parte da história do bairro.

Amadeu Alves
Casa da Música

sábado, 26 de abril de 2008

CINECUFA

O CineCufa, festival dedicado a obras audiovisuais produzidas por periferias de todo o mundo, está com inscrições abertas até 31 de maio. O objetivo é mostrar um novo ponto de vista à sociedade, no qual o foco de atuação dos envolvidos não se limita a apenas estarem à frente das câmeras, mas também por atrás delas. O festival acontece de 9 a 21 de setembro, no Centro Cultural Banco do Brasil, no Rio de Janeiro. Ficha de inscrição e outras informações: www.cinecufa.com.br /.

terça-feira, 22 de abril de 2008

Seleção para Pontos de Cultura na Bahia

Inscrições até 12 de maio

Este Edital tem por objetivo apoiar, por meio de repasse de recursos financeiros do Programa Mais Cultura - Pontos de Cultura, projetos de instituições da sociedade civil sem fins lucrativos, de caráter cultural ou com histórico de atividades culturais. Essas instituições devem ter atuação comprovada em produção artístico-cultural há pelo menos dois anos, contribuindo para a inclusão social e para a construção da cidadania, seja através da geração de emprego e renda, seja por meio de ações de fortalecimento das identidades culturais.

Veja o edital em anexo:

Edital